DERMATOLOGIA estética

Procedimentos

 

     

 
FOTONA

FOTONA LASER

Dermatologista aplicando ultrasom microfocado Ultraformer no rosto de uma pessoas.

ULTRAFORMER E ULTHERA

Estátua antiga de rosto de mulher com fundo vermelho.

RADIESSE E SCULPTRA

Mulher com cabelo chanel com um saco de ovos em cima da cabeça.

DERMATOLOGIA ESTÉTICA (COSMIATRIA)

Face de mulher com batom rosa, saindo de um fundo rosa.

SKINBOOSTER

Luke skywalker com saibre de luz de laser.

LASER

Face jovem recebendo tratamento estético.

PEELING

Face em preto e branco de mulher jovem e uma seringa de preenchimento.

PREENCHIMENTO

Dermatologista realizando microagulhamento em rosto de mulher.

MICROAGULHAMENTO

Testa de mulher com rugas antes de realizar a aplicação de toxina botulínica.

APLICAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA

queixas

ESTRIAS

ENVELHECIMENTO

LIPODISTROFIA GINOIDE (CELULITE)

FLACIDEZ

 

DERMATOLOGIA ESTÉTICA (COSMIATRIA) 

A cosmiatria é a área da medicina que estuda e trata da beleza de forma ampla, ética e profissional.

É importante salientar que procedimentos cosmiátricos são por definição procedimentos médicos. É fundamental escolher um dermatologista experiente e qualificado, que avalie globalmente e individualmente o comprometimento estético, as queixas e expectativas de cada paciente e suas implicações na qualidade de vida.

PROCEDIMENTOS

SKINBOOSTER

Os Skinboosters revitalizam as camadas mais profundas da pele, deixando-a brilhante e viçosa

Seja no verão ou no frio, hidratar a pele é um cuidado importante, recomendado pelos dermatologistas. Um recente conceito de hidratação vem chamando a atenção por sua capacidade de atuar nas camadas mais profundas da pele, deixando-a mais jovem e saudável: os Skinboosters.

Os skinboosters atuam na formação de um reservatório hídrico de longa duração na derme, propiciando não só uma hidratação profunda, como também uma melhor elasticidade e estímulo à síntese de colágeno.

Os skinboosters utilizam uma tecnologia especial para estabilização do ácido hialurônico semelhante ao produzido pelo corpo humano. Em sua forma natural encontrada no organismo, o ácido hialurônico, que ajuda a manter a pele lisa e elástica, dura somente alguns dias.

A estabilização com a tecnologia dos skinboosters ajuda a fazer com que os resultados sejam mais duradouros, embora não definitivos. No processo do envelhecimento, há diminuição da produção de ácido hialurônico, que é um dos responsáveis por manter o equilíbrio da água na pele. Assim, a aplicação desta substância auxilia na manutenção e melhora da qualidade e viço cutâneo.

As partículas do skinboosters são pequenas e agem para hidratar, prevenir e amenizar pequenas linhas de expressão. O tratamento inclui a aplicação do produto com microcânula nas camadas profundas da pele, em áreas como rosto, pescoço, colo e dorso das mãos.

Além de promover o rejuvenescimento, o produto pode ser indicado para correção de cicatrizes de acne, associado a outros procedimentos, como peeling ou laser.

 

A indicação deve ser feita pelo dermatologista, que saberá avaliar cada caso e as necessidades individuais.

fonte: https://denisesteiner.com.br/skinboosters-novo-conceito-em-hidratacao/

LASER

O termo Laser corresponde à sigla inglesa para Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation. Na prática, é uma tecnologia que produz radiação eletromagnética utilizada com diversas finalidades. Na Dermatologia, esta forma de energia atinge determinado “alvo” na pele promovendo sua modificação física, química ou biológica. Os “alvos” podem ser um pigmento do próprio organismo como a melanina (presente nas manchas de sol), a tinta de uma de tatuagem ou até mesmo a água, como acontece com os lasers que estimulam a produção de colágeno novo por meio do aumento de temperatura. Atualmente os lasers são amplamente utilizados nos tratamentos dermatológicos. As suas principais indicações são:

  • Melanoses solares: são manchas escuras, arredondadas, localizadas normalmente em áreas expostas ao sol (mãos, antebraços, face e colo) que podem ser tratadas com Luz Intensa Pulsada ou com uma variedade de lasers.

  • Melasma: são manchas escuras, geralmente na face, mais frequente nas mulheres e relacionadas a fatores genéticos, hormonais (gravidez e uso de anticoncepcionais, por exemplo) e ambientais (exposição solar desprotegida). Nestes casos, apenas alguns tipos de lasers podem ser utilizados com o objetivo de controlar o problema. O melasma tem evolução recorrente e o tratamento deve ser contínuo, sempre associado ao uso regular de cremes clareadores e filtro solar.

  • Pigmentos de tatuagem: o arrependimento após a realização de uma tatuagem é muito comum. Pigmentos utilizados como maquiagens definitivas com resultados estéticos indesejáveis também podem ser removidos. As cores escuras (preto e azul, por exemplo) são removidas com maior facilidade que às claras (amarelo, por exemplo).

  • Pelos: embora os pelos escuros e grossos sejam os que melhor respondem ao tratamento, atualmente a grande variedade de tecnologias disponíveis permite o tratamento de muitos tipos de pelo (exceto os brancos) em vários tipos de pele.

  • Lesões vasculares: “vasinhos” na face, colo e pernas podem ser tratados efetivamente com lasers ou luz intensa pulsada. Além dessas lesões menores, outras maiores como os hemangiomas e as manchas “vinho do porto” também podem ser tratadas com estas tecnologias.

  • Rejuvenescimento: luz intensa pulsada, lasers, ultrassons microfocados, radiofrequência e outras tecnologias podem ser utilizadas para melhorar rugas e flacidez da pele na face, pescoço, colo, braços, mãos e pernas. Essas tecnologias também podem ser combinadas para que melhores resultados sejam obtidos.

  • Estrias: tanto as estrias “vermelhas” quanto as “brancas” podem ser melhoradas com o uso dos lasers. Contudo, as lesões antigas, largas e “brancas” são as mais difíceis de serem tratadas.

  • Celulite e flacidez corporal: aparelhos que combinam radiofrequência, infravermelho, ultrassom, ondas acústicas e outras tecnologias podem ser utilizadas para combater a flacidez da pele do corpo e melhorar o aspecto da celulite. Neste caso, uma alimentação adequada e a atividade física regular são fundamentais para a obtenção e manutenção de resultados satisfatórios.

  • Gordura localizada: ultrassom, radiofrequência, o resfriamento (conhecido como criolipólise) e o uso de lasers invasivos (conhecidos como laserlipólise) podem ser utilizados para a redução do tecido gorduroso localizado no corpo (abdômen e flancos, por exemplo) e outras regiões como a papada. Nos tratamentos corporais, os hábitos de vida saudáveis também são fundamentais

  • Cabelos: o uso dos lasers de baixa energia e dos LEDs são eficazes para complementar o tratamento de alguns problemas capilares. Isso porque reduzem oleosidade e inflamação, combatem fungos e bactérias e estimulam o crescimento dos fios.

  • • Estética íntima e outros tratamentos genitais na mulher: atualmente, alguns tipos de lasers podem ser utilizados para o rejuvenescimento íntimo da genitália feminina, e para o tratamento de algumas alterações funcionais que aparecem na menopausa, como algumas formas de incontinência urinária.

Atualmente, o uso dos lasers e de outras tecnologias relacionadas é útil para muitos tratamentos dermatológicos. Técnicas cientificamente comprovadas, aparelhos aprovados pela Anvisa e a capacitação do profissional que irá executá-los são pontos importantes que devem ser avaliados quando desejamos nos submeter a eles. Procure sempre um dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/laser/8/

PEELING

Peelings químicos consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-se, então, da sua regeneração, com uma aparência geral melhorada. É uma forma de acelerar a renovação da pele. Pode ser superficial, médio e profundo. Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, e sua descamação costuma ser fina, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas, com descamação mais intensa e formação de crostas.

São utilizados para atenuação de rugas, manchas e cicatrizes; na diminuição das lesões pré-malignas como as queratoses actínicas e no auxílio do tratamento da acne.

Após um peeling químico superficial a pele se refaz em um a quatro dias; já os peelings médios e profundos constituem uma ferida cuja cicatrização pode demorar semanas.

Os peelings químicos não devem ser realizados se houver exposição solar, durante a gravidez, se existir alguma “ferida” aberta no local a ser tratado, se estiver sob estresse físico e mental ou apresentar hábito de “cutucar” a pele. As expectativas devem ser condizentes com cada tratamento. Proteção solar adequada é imprescindível.

Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista, que indicará o melhor tratamento.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/peelings-quimicos/10/

PREENCHIMENTO

Preenchimento cutâneo é uma técnica empregada para correção de sulcos, rugas e cicatrizes, por meio da injeção de substâncias sob a área da pele a ser tratada, elevando-a e, assim, diminuindo sua profundidade. Um dos principais objetivos dos preenchedores é repor o volume da face, melhorar seus contornos e formas.

Pode ser indicado para atenuar rugas, cicatrizes e sulcos, principalmente o nasogeniano (vai do canto do nariz ao canto da boca, popularmente chamado de bigode chinês). Também pode ser utilizado na correção de cicatrizes de acne; reposição volumétrica em áreas do rosto nas quais ocorreram perdas de gordura e de sustentação, causadas pelo envelhecimento; contorno e volume dos lábios; tratamento de olheiras e contorno mandibular.

O ácido hialurônico é o principal preenchedor utilizado hoje. O corpo humano fabrica esta substância, capaz de manter as formas e contornos, mas essa produção cai com o passar dos anos. Após a aplicação do produto, a área pode ficar levemente avermelhada e inchada. É fundamental que o preenchimento seja realizado por um médico habilitado, com profundo conhecimento de anatomia, pois há vasos que podem ser atingidos durante o procedimento.

Alergias, gestação, amamentação, doenças prévias e uso de medicação rotineira devem ser informados ao médico. O risco de alergia é raro. Os preenchedores são realizados em combinação com outros procedimentos para melhorar o resultado final, como o uso de toxina botulínica, lasers e peelings.

Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista que indicará o melhor tratamento.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/preenchimento/11/

BIOESTIMULADOR DE COLÁGENO

O Radiesse® e o Sculptra são bioestimuladores de colágeno aplicados para estimular a formação colágeno pelo nosso próprio organismo, sendo utilizado para melhora da qualidade da pele, aumento da firmeza da pele e reduçao da flacidez - promove o efeito lifting sem necessidade de cirurgia e melhora a definição do contorno facial.

 

O Radiesse® é um gel produzido à base de hidroxiapatita de cálcio, e o Sculptra é composto pelo ácido Poli-L-Lático.
 

Logo após o procedimento, já é possível retornar às atividades rotineiras. O tempo de permanência no organismo fica em torno de 18 meses. Principais indicações:

- Redução da flacidez facial

- Redução da flacidez dos braços ("balanço do tchauzinho")

- Elevação das nádegas (aquele "up no bumbum")

- Redução da flacidez abdominal pós perda de peso ou pós parto.

APLICAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA

Toxina botulínica, conhecida popularmente como “botox”, é produzida pela bactéria Clostridium botulinum. É aplicada em quantidades muito pequenas através de injeções, em um músculo específico, para bloquear o impulso nervoso que orienta a contração desse músculo, causando o relaxamento local. Desse modo, a toxina botulínica atua como um bloqueio da musculatura subjacente das linhas indesejadas.

O tratamento envolve injeção em quantidades muito pequenas nos músculos subjacentes para imobilizá-los. A terapia atual é bem tolerada e rápida. A toxina começa a fazer efeito sete a 14 dias depois e esse efeito perdura por cerca de três a seis meses até que desaparece gradativamente, enquanto a ação muscular retorna.

Os efeitos colaterais são mínimos e relacionam-se com a injeção local. Dor ou inchaço podem surgir em torno do local da injeção. Em casos raros, os pacientes podem desenvolver fraqueza temporária dos músculos vizinhos, ou dor de cabeça, ou sobrancelha e/ou pálpebra caída, também temporariamente.

A toxina botulínica é indicada para amenizar linhas de expressão e rugas. Por exemplo, as linhas verticais entre as sobrancelhas; pés-de-galinha nos cantos dos olhos; linhas horizontais na testa e nas bandas do músculo platisma, conhecido como “pescoço de peru”.

Também é usada para o reposicionamento das sobrancelhas: o músculo é enfraquecido e relaxado, para não contrair. Esse tratamento previne que se formem novas rugas. Alguns músculos não podem ser tratados, pois realizam funções importantes na expressão natural de uma pessoa

A transpiração excessiva pode aliviar com injeções da toxina botulínica diretamente na pele das axilas. Há paralisação das glândulas sudoríparas da pele que são responsáveis pela transpiração excessiva. Uma única sessão de tratamento pode fornecer meses de alívio.

Os resultados são individuais. É fundamental consultar o médico dermatologista para avaliar cada caso.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/toxina-botulinica-tipo-a/13/

MICROAGULHAMENTO

O microagulhamento é um procedimento que consiste em microperfurações da pele com finas agulhas metálicas. Seu resultado mais proeminente é a indução de colágeno. A técnica pode ser feita por rollers (mais comum) ou canetas elétricas específicas. É sempre importante observar se o material utilizado tem autorização da Anvisa para uso, e se as agulhas são estéreis. Em nenhuma hipótese estas podem ser reutilizadas, mesmo que no próprio paciente.

As principais indicações do microagulhamento são: cicatrizes, especialmente as de acne, estrias, envelhecimento e flacidez, calvície, melasma.

A técnica mais popular é a minimamente invasiva, na qual o procedimento é realizado apenas com creme anestésico. Usualmente, a técnica minimamente invasiva oferece resultados após uma sequência de aplicações em intervalos regulares (comumente mensais).

Para fazer o microagulhamento o paciente não deve estar com a pele bronzeada nem apresentar infecções locais. Câncer da pele na área tratada ou nas proximidades também contraindica a técnica. A recuperação costuma ser rápida. É fundamental consultar o médico dermatologista diagnóstico, avaliação de indicações e contra-indicações e realização do procedimento com um médico habilitado.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/microagulhamento/18/

ULTRASOM MACRO E MICROFOCADO

O ultrassom microfocado é um tratamento que foi desenvolvido com o intuito de proporcionar efeito de lifting facial de forma não-invasiva e não-cirúrgica. Essa tecnologia utiliza o calor para promover a melhora da flacidez. As ondas do ultrassom conseguem atingir e aquecer as camadas mais profundas da pele, nas quais a contração do colágeno começa a ocorrer. Ele consegue mapear toda a estrutura da pele e, somente depois, inicia o tratamento nos pontos necessários.

A energia é focada em um ponto abaixo da superfície da pele e concentrada em uma área de cerca de 1mm cúbico por ponto. Este aumento da temperatura produz pequenos pontos de coagulação térmica a uma profundidade de até 5mm nas camadas mais profundas da pele, sem danificar as camadas mais superficiais.

Além da coagulação tecidual, a aplicação do calor promove a desnaturação das fibras colágenas no tecido gorduroso abaixo da pele, localizadas próximas aos músculos da mímica facial, assim como na porção mais profunda da derme. Este processo leva à contração dessas fibras e estimula a formação de colágeno novo no local. Isso provoca uma contração muscular que causa efeito de lifting facial imediato após o tratamento e se prolonga por meses, tendo seu pico em torno do quarto ou quinto mês, período no qual a produção de colágeno se encontra em estágio máximo, resultando em melhora importante da flacidez.

 

Sua principal indicação é a flacidez de leve a moderada, tanto facial quanto corporal em indivíduos (homens ou mulheres) que não estejam preparados para realizar lifting cirúrgico. É indicada somente uma sessão anual, porém, em casos de flacidez mais acentuada, o procedimento pode ser feito com intervalo menor, de seis em seis meses. Pode ser feito na face, pescoço, olhos, mãos, rugas periorais (“código de barras”), e também barriga, interno de coxa, glúteos, abdome e joelhos, com resultado bastante satisfatório.

fonte: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/ultrassom-microfocado/21/

QUEIXAS

 

ESTRIAS

Estria é uma atrofia tegumentar adquirida que surge quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”. As estrias ocorrem mais em mulheres, podendo ser discretas ou exuberantes, porém homens também podem ser acometidos.

As estrias iniciais são lesões lineares rosadas ou cor da pele, deprimidas ou discretamente elevadas e, na fase tardia, brancas com espessura e largura variáveis, sendo mais frequentes nos glúteos, coxas, abdome e costas. Geralmente essas lesões aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele que desencadeia a inflamação e o rompimento das fibras elásticas e colágenas. Podem ocorrer em situações como: crescimento rápido durante a puberdade, aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de expansores sob a pele ou próteses, gravidez, obesidade, uso prolongado de corticosteroides.

O tratamento das estrias representa um desafio. O ideal é que seja realizado logo que elas surjam, na fase em que são recentes e rosadas. Os tratamentos conhecidos podem ser feitos de forma isolada ou em associação, sempre com acompanhamento médico: cremes com ácidos específicos, peelings, radiofrequência, microagulhamento, luz pulsada e lasers. 

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/estrias/6/

ENVELHECIMENTO

Dependendo da genética e do estilo de vida, as funções fisiológicas normais da pele podem diminuir em 50% até a meia-idade. Como a pele é o órgão que mais reflete os efeitos da passagem do tempo, sua saúde e sua aparência estão diretamente relacionadas aos hábitos alimentares e ao estilo de vida escolhido. A radiação ultravioleta, o excesso de consumo de álcool, o abuso de tabaco e a poluição ambiental, entre outros, são fatores que “aceleram” o trabalho do relógio biológico provocando o envelhecimento precoce.

Tipos de envelhecimento:

Envelhecimento cutâneo intrínseco ou cronológico: é aquele decorrente da passagem do tempo, determinado principalmente por fatores genéticos, estado hormonal e reações metabólicas, como estresse oxidativo. Nele estão presentes os efeitos naturais da gravidade ao longo dos anos, como as linhas de expressão, a diminuição da espessura da pele e o ressecamento cutâneo.

Envelhecimento extrínseco da pele: é aquele provocado pela exposição ao sol a outros fatores ambientais como: o estilo de vida (exercício físico, alimentação) e o estresse fisiológico e físico. Um dos agentes mais importantes é a radiação solar ultravioleta. As toxinas com as quais entramos em contato, como tabaco, álcool e poluição do ar, entre outros, também ajudam no processo de envelhecimento da pele e, dependendo do grau de exposição, podem acelerá-lo, como:

  • Radiação solar: atua na pele causando desde queimaduras até fotoenvelhecimento e aparecimento de câncer da pele. Várias alterações de pigmentação da pele são provocadas pela exposição solar, como manchas, pintas e sardas. A pele fotoenvelhecida é mais espessa, por vezes amarelada, áspera e manchada, e há um maior número de rugas.

  • Tabaco: fumantes possuem marcas acentuadas de envelhecimento na pele. Rugas acentuadas ao redor da boca são muito comuns em fumantes.

  • Álcool: altera a produção de enzimas e estimula a formação de radicais livres, que causam o envelhecimento. A exceção à regra é o vinho tinto que, se consumido moderadamente, tem ação anti-radicais livres, pois é rico em flavonoides e em resveratrol, potentes antioxidantes;

  • Movimentos musculares: movimentos repetitivos e contínuos de alguns músculos da face aprofundam as rugas, causando as chamadas marcas de expressão, como as rugas ao redor dos olhos.

  • Bronzeamento artificial: a Sociedade Brasileira de Dermatologia condena formalmente o bronzeamento artificial que pode causar o envelhecimento precoce da pele (rugas e manchas) e a formação de câncer da pele. A realização desse procedimento por motivações estéticas é proibida no Brasil desde 2009.

  • Alimentação: uma dieta não balanceada contribui para o envelhecimento da pele. Existem elementos que são essenciais e devem ser ingeridos para repor perdas ou para suprir necessidades, quando o organismo não produz a quantidade diária suficiente. O excesso de açúcar também contribui para o envelhecimento.

 

O ingrediente mais importante de todos na prevenção, principalmente do fotoenvelhecimento, é o filtro solar. Esse deve ser usado em dias de sol e de chuva, pois a emissão de raios UV é diária. Existem vários tipos de filtros solares inseridos nos cremes e loções fotoprotetoras, designadamente filtros físicos (refletem os raios UV), químicos (absorvem principalmente raios UVB,) e biológicos (substâncias com atividade antioxidante que reduzem o estresse oxidativo provocado pela radiação).

Cremes antienvelhecimento conseguem melhorar e atenuar os sinais do envelhecimento cutâneo, mas não conseguem reverter todas alterações da pele. Para tanto, podem ser combinados com procedimentos como lasers (FOTONA! CO2!), luz intensa pulsada, terapia fotodinâmica, preenchimentos à base de ácido hialurônico, toxina botulínica, peelings, radiofrequência, microagulhamento, bioestimulação.

*Peeling: peelings químicos são opções não invasivas para ajudar a recuperar a superfície cutânea. Após a aplicação, há renovação da camada superficial da pele, melhorando seu aspecto e reduzindo linhas finas e manchas. Embora peelings químicos sejam utilizados principalmente na face, também podem ser usados para melhorar a pele no pescoço, colo, mãos e braços.

*Luz Intensa Pulsada e Laser: representam uma grande variedade de dispositivos e mecanismos disponíveis para tratar a pele. Dependendo da tecnologia aplicada, pode-se tratar vasos, manchas, poros dilatados, rugas, flacidez, com melhora no aspecto geral cutâneo.

*Toxina botulínica: pode ser utilizada para minimizar linhas finas e rugas semipermanentes causadas pela movimentação muscular, as chamadas “rugas de expressão”. É principalmente utilizada para as rugas da testa e as rugas ao redor dos olhos (“pés de galinha”). Os resultados, geralmente, duram de 4 a 6 meses.

*Preenchimentos: podem ser utilizados para ajudar a restaurar o volume perdido com o processo de envelhecimento. Os resultados, geralmente, duram até um ano para os preenchedores.

*Terapia Fotodinâmica ou TFD: é uma metodologia especializada que envolve a presença simultânea de um fármaco fotossensibilizante e uma fonte de luz que pode ser de vários tipos. A terapia fotodinâmica conduz a uma melhoria no aspeto da pele envelhecida, com melhora da textura e da coloração.

Importante: para saber qual a opção mais indicada para tratar o envelhecimento da pele, é fundamental procurar um dermatologista. Este profissional está apto para fazer uma análise da pele e das condições de saúde do paciente e prescrever a terapia adequada para cada caso. Cabe ressaltar que a duração e o resultado de cada tratamento variam conforme o estado geral de saúde e as características de cada paciente.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/envelhecimento/4/

LIPODISTROFIA GINOIDE (CELULITE)

Celulite é o nome popular da lipodistrofia ginoide, que nada mais é que o depósito de gordura sob a pele. Ela caracteriza-se pelo aspecto ondulado da pele, tipo “casca de laranja”, em algumas áreas do corpo. Afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade, de todas as etnias, embora seja mais comum entre as de pele branca. Raramente é observada em homens, mas pode ocorrer quando houver algum desequilíbrio hormonal. Não é considerada uma doença, contudo é uma preocupação estética importante para um grande número de pessoas. A celulite tende a ocorrer nas áreas onde a gordura está sob a influência do estrógeno (hormônio feminino), como nos quadris, coxas e nádegas; também pode ser observada nas mamas, abdome, braços e nuca –áreas em que é observado o padrão feminino de deposição de gordura. A obesidade não é condição necessária para a sua existência.

Entre os fatores de predisposição temos:

  • Hereditariedade: o fator genético é importante.

  • Problemas circulatórios

  • Alterações hormonais: níveis de estrogênio (hormônio feminino) muito altos provocam disfunções no metabolismo que podem criar ou agravar a celulite. A pílula anticoncepcional também pode desencadear o problema.

  • Estilo de vida: a má alimentação (excesso de açúcares e carboidratos), o sedentarismo, a tensão emocional e o excesso de toxinas no organismo contribuem para o aparecimento da celulite.

 

Existem vários graus de celulite, desde aquele em que as depressões só aparecem quando se pinça a pele com os dedos ou os músculos se contraem, até o aspecto acolchoado e nodulações sempre visíveis. Nos graus avançados, a celulite pode até causar dor, comprometendo a qualidade de vida.

Uma dieta balanceada e bem orientada pode melhorar o aspecto da celulite pela redução da gordura.

Há vários procedimentos terapêuticos: radiação infravermelha, radiofrequência, ondas de choque ou ondas acústicas e ultrassom focado, radiofrequência invasiva, radiesse e sculptra, subcisão. O dermatologista irá avaliar o melhor tratamento para cada caso.

É preciso ressaltar que nenhum tratamento para celulite e flacidez funciona sem alterações nos hábitos alimentares e no modo de vida. É preciso reduzir o consumo de açúcar e gorduras, tomar muita água e praticar exercícios físicos, como os aeróbicos, que ajudam na redução da gordura corporal, ou a musculação, que auxilia para a firmeza para a pele. O médico dermatologista deverá sempre ser consultado para o diagnóstico e tratamento adequados.

fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/celulite/53/

FLACIDEZ

Com o passar dos anos, os sinais do envelhecimento cutâneo ficam mais evidentes. Uma das características principais é a flacidez, que consiste na perda de sustentação e é uma das principais queixas de homens e mulheres nos consultórios de dermatologia. 

a flacidez é algo natural, que vem com o envelhecimento. Ao longo do tempo, as fibras de colágeno - proteína responsável pela sustentação da pele - são degradadas a uma velocidade maior do que elas são produzidas. A partir dos 25 anos, já é possível notar a queda da produção, não só em relação à quantidade, mas também à qualidade. 

Existem diversos tratamentos, os queridinhos e mais eficazes no momento são a associação de bioestimuladores de coálageno (sculptra e radiesse) com o ultrassom microfocado (ultraformer e ulthera).

 

FOTONA LASER

Com foco na inovação, Fotona Laser lança um protocolo que ameniza rugas e evidencia as áreas do rosto que merecem destaque, sem a necessidade de aplicar substâncias estranhas ao organismo. Trata-se do LaserFiller® by Fotona, um combo de tratamentos que tem a capacidade de firmar a pele e fixar os pontos de sustentação do rosto de forma mais natural do que os preenchedores que costumam ser usados para isso.

O protocolo combina dois lasers, o Erbium:YAG e o ND:YAG. Aplicados na pele, nos pontos de ancoragem do rosto, e também nos pontos intraorais, por dentro da boca, aquecem diferentes camadas cutâneas e estimulam produção de colágeno, firmando e tracionando a face, sem a necessidade de agulhas ou cortes. A consequência é uma elevação imediata dos lábios e a suavização dos sulcos nasolabias, conhecidos como bigode chinês. Há ainda a melhora do contorno facial e do ângulo das regiões malares, sem deformidade do rosto.

Ao tratar o interior da boca, o laser atinge mais facilmente os ligamentos responsáveis por promover um efeito lifting no rosto. O tratamento é uma ótima opção para quem não necessita de volume, e sim de sustentação. 
O LaserFiller® by Fotona pode ser usado em qualquer momento da vida, o que é uma grande vantagem.

Ao invés de resolver um problema específico do rosto, como é o caso dos preenchedores, melhora a qualidade da pele e atenua as alterações causadas pelo próprio envelhecimento cutâneo.

O protocolo é rápido, pouco doloroso, sem tempo de recuperação e pode ser feito em qualquer tipo de pele. O número de sessões – que duram de 30-60 minutos – vai depender de cada caso. É possível, porém, perceber resultados já na primeira aplicação. A pele também ganha uma textura melhor, fica mais iluminada. Não é necessário qualquer preparo prévio e a rotina pode ser retomada normalmente. Por não ser ablativo, pode ser feito até mesmo no verão – e sempre com a segurança que as tecnologias Fotona oferecem!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Entre em contato:

Clínica Primera

Rua Eng. Carlos Stevenson, 362 - Nova Campinas, Campinas - SP. 13092-132.

LL Dermatologia

Rua Bento de Andrade, 486 - Jardim Paulista, São Paulo-SP. 04503-001.

Clínica Erika Sakata

Rua Joaquim Floriano, 466, cj 1305.  Itaim Bibi, São Paulo-SP. 04534-002.

  • Pinterest ícone social
  • Instagram
  • Facebook